Foto (114)

Alinhamento postural de crianças e adolescentes. Como o Pilates e o RPG podem ajudar?

A postura na criança e no adolescente

Durante o período de crescimento e desenvolvimento, a postura passa por uma série de mudanças. Alguns desvios posturais na infância são considerados como desvios do desenvolvimento, trata-se daqueles que aparecem em várias crianças, aproximadamente, na mesma idade e que melhoram ou desaparecem sem qualquer intervenção. Porém, se a condição permanecer estática ou o desvio aumentar, medidas corretivas são indicadas. Portanto, é importante que os pais fiquem atentos a essas mudanças e aos hábitos posturais que podem favorecer o aparecimento desses desvios.
Crianças em idade escolar e adolescentes são expostos a fatores que podem influenciar positiva ou negativamente a postura, como exercício físico e esportes competitivos, tempo de sono, postura sentada (escola, televisão, videogame), mochila escolar e tipo de calçado. Existe também uma relação entre o índice de massa corporal e a postura. Crianças e adolescentes com excesso de peso tendem a apresentar alguns desvios posturais.
As alterações posturais iniciadas na infância e adolescência podem permanecer na vida adulta, ocasionando dores e incapacidades.

Pilates e RPG

A fisioterapia dispõe de várias técnicas que podem auxiliar no acompanhamento, prevenção e tratamento de desvios posturais na infância e adolescência. Dentre elas, o Pilates e o RPG.
Pilates é um método de exercícios criado pelo alemão Joseph Pilates em 1926. Os exercícios do método buscam simetria postural, controle da respiração, força abdominal e estabilização da coluna, pelve e ombro. Joseph Pilates afirmou que se deve buscar na infância as respostas para melhorar o modo como o ser humano se relaciona com o próprio corpo. Um dos desejos de Joseph Pilates era vivenciar o seu método ensinado nas escolas, e acreditava que a criança precisa possuir um conhecimento do seu próprio corpo, e essa informação deve ser simples e acessível. Os exercícios propostos por Joseph Pilates são diversificados e adaptáveis, por isso, o método é possível de ser aplicado em qualquer população, inclusive em crianças. As modificações podem ser necessárias para evitar padrões de movimentos negativos e compensações e, assim, alcançar os objetivos desejados para o indivíduo em questão. Além das adaptações nos movimentos, a linguagem utilizada pelo fisioterapeuta deve ser apropriada para a idade e elementos lúdicos podem auxiliar no processo de aprendizagem.
O RPG – Reeducação Postural Global, é uma técnica da fisioterapia utilizada para alinhamento postural e alívio de dores e tensões. Pode ser utilizada como prevenção ou tratamento de diversas disfunções (bruxismo, cefaleia, hérnia de disco, escoliose, tendinites, fascite plantar etc.). A avaliação do paciente é feita de maneira global, e não apenas mantendo o foco na queixa localizada, levando em conta a relação entre os sistemas e buscando o equilíbrio entre eles (visceral, articular, muscular, nervoso), modificando, assim, a consciência corporal e fornecendo ao paciente o conhecimento do próprio corpo. O RPG também pode atuar na biomecânica respiratória, corrigindo e prevenindo alterações posturais que ocorrem em decorrência de doenças respiratórias na população jovem (asma, bronquite, fibrose cística).

Como tornar as sessões de Pilates e RPG atrativas para crianças e adolescentes?

O brincar pode ser um recurso terapêutico, uma vez que faz parte da infância e promove diversos benefícios, como maior adesão ao tratamento, humanização e maior vínculo da criança com o fisioterapeuta. Além do brincar, outro recurso aliado no processo de aprendizagem do movimento e postura correta, é o uso de imagens. Tal ferramenta consiste em estimular a imaginação e construir por meio de uma imagem o movimento ou posição desejada. Por exemplo, para conseguir o alinhamento correto pode se dizer “Imagine uma cordinha que está presa no topo da cabeça, bem no centro, que traciona toda a coluna para cima”. A imagem é um recurso comumente utilizado nas sessões de Pilates e RPG, pois pode transmitir grande quantidade de informações instantaneamente.
Além disso, fazer o individuo se sentir como responsável no processo de melhoria da postura auxilia na adesão e no sucesso do tratamento. Documentar resultados através de fotos e registros, orientar exercícios a serem feitos em casa, propor mudanças de hábitos, são algumas das estratégias utilizadas.

Quando devo buscar tratamento para o meu filho?

Os pais devem constantemente observar os seus filhos para saber se existe um desvio postural que está se tornando fixo e necessita de intervenção. Devem ficar atentos com hábitos como respiração bucal, andar na ponta dos pés, deformação dos sapatos, quedas excessivas, que podem ser indicativos de uma postura ruim. É importante também observar o peso da mochila escolar e orientar a maneira correta de carregá-la, além de incentivar e ser exemplo para uma postura correta quando sentado na mesa, computador ou televisão. Ao fazer essas observações, deve- se buscar a orientação de um fisioterapeuta caso apareçam dúvidas. Após uma avaliação será possível dizer se existem desvios que necessitam serem tratados ou prevenidos.

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email